LEONARDO, UM HEREGE ?

DATA: 20/06/2014

 

 

Por Átila Soares da C. Filho  ( asoarescf2@gmail.com )

 

 

 

O rosto do Sudário e o “Salvator Mundi”, de Da Vinci: de acordo com teoria, tudo obra de Leonardo... mas, segundo o rosto de quem?

O rosto do Sudário e o "Salvator Mundi", de Da Vinci:

de acordo com teoria, tudo obra de Leonardo... mas, segundo o rosto de quem?

 

 

 

Seria verdadeira a noção na qual, como mostra o seriado da STARZ, "DA VINCI'S

 

DEMONS", exibido pela FOX e concebido pelo roteirista David S. Goyer, Leonardo

 

da Vinci fosse um herege, sempre em rota de colisão com o poder da Igreja e seus

 

dogmas?

 

 

Não há absolutamente nada documentado que comprove, de fato, a idéia de um gênio

 

revoltado contra a milenar instituição romana, mas, dependendo da interpretação de

 

uma série de desenhos e pinturas seus, até que é possível que se delineie a imagem de

 

uma mente questionadora a balançar as bases da religião oficial. Um forte exemplo

 

disto é sua grande inclinação para uma tradução intuitiva sobre a Natureza e seu devir,

 

assim como a teoria a respeito de que fosse ele o autor da imagem do Santo Sudário de

 

Turim, comumente atribuída a um milagre direto, da ressurreição de Cristo após sua

 

crucificação. Os autores deste estudo são dois pesquisadores ingleses: a autora Lynn

 

Picknett e o historiador Clive Prince, ambos invariavelmente acusados de fazerem

 

sensacionalismo frente a certos temas históricos. Porém, a questão aqui é: ainda que

 

pudessem ser propagadores de afirmativas pouco convencionais, seria o caso, então,

 

de se lhes anular quaisquer construções baseadas na mais fidedigna lógica racional, em

 

documentação autêntica, estudos acadêmicos sérios, e em suposições plenamente

 

coerentes e razoáveis? Penso que a resposta seja "não", é óbvio. Como a própria Lynn

 

escreveu, uma régua na mão de um leigo irá marcar um valor diferente se estivesse na

 

de um acadêmico?..

 

 

Entretanto, o que discordo na teoria do casal é que, contrariamente à idéia da imagem

 

no lençol mostrar o "autorretrato" de Da Vinci, por meio de técnicas

 

"protofotográficas" - a fim de que gerações presentes e futuras o "adorassem",

 

pensando adorar ao Filho de Deus, um jeito de zombar a Igreja -, acredito que a

 

intenção fosse outra. No momento, realizo uma pesquisa a respeito deste assunto, a ser

 

publicada em breve, e que trará evidências de, na verdade, a imagem no rosto do

 

Sudário ser a de Cesare Borgia, a quem Da Vinci tanto temia, e a quem seu pai, o Papa

 

Alexandre VI - ou Rodrigo Borgia -, pretendia imortalizar como o próprio Salvador do

 

mundo.

 

 

 

Átila Soares da Costa Filho é designer, professor, autor do livro "A Jovem Mona Lisa e outras questões curiosas na História da Arte" (Ed.Multifoco, Rio de Janeiro), colaborador da Mona Lisa Foundation (Zurique) e da revista "Leituras da História" (Ed.Escala, São Paulo). Também é administrador da página DA VINCI'S DEMONS - PORTUGAL

PUBLICIDADE

Banner Banner Banner